FUTEBOL - REGRAS E VARIAÇÕES DO FUTEBOL


O futebol é o desporto coletivo mais praticado no mundo. É disputado num campo retangular por duas equipes, de onze jogadores cada, que têm como objetivo colocar a bola entre as traves adversárias o maior número de vezes sem usar mãos e braços. Esse objetivo é de chamado gol (Brasil) ou golo (Portugal). A meta, baliza ou goleira é um retângulo formado por duas traves ou postes verticais, perpendiculares ao solo, e uma trave ou travessão paralela ao solo. Ali fica posicionado o goleiro, ou guarda-redes, que é o único jogador com permissão para colocar as mãos na bola (apenas dentro da sua área), defendendo o gol. Uma partida de futebol é vencida pela equipa que marcar um maior número de gols. O torneio mais prestigiado do futebol é a Copa do Mundo Fifa, os maiores vencedores são Brasil (1958,1962,1970,1994 e 2002), Itália (1934,1938,1982, 2006) e Alemanha (1954,1974,1990).

Regras
Os dois times de onze jogadores disputam pela posse de bola para fazer um gol no adversário. O time que fizer mais gols vence a partida; no caso do jogo ser finalizado com o mesmo número de gols ele termina empatado ( a não ser que o jogo seja de "mata-mata"). Para conduzir a bola os jogadores não podem tocar a mesma com as mãos, braços ou antebraços. Qualquer outra parte do corpo é permitida para se dominar a bola e conduzi-la. A única exceção são os goleiros (ou guarda-redes em Portugal) e no caso de arremessos laterais. Os goleiros são jogadores únicos que ficam embaixo da trave e cujo objetivo é defender a baliza dos chutes adversários, podendo para tal usar qualquer parte do corpo.

Quando a bola sai pela linha de lado do campo, o jogo é interrompido e o time adversário à quele que pertence o jogador que tocou na bola por último deve devolver a bola ao campo; neste caso, para recolocá-la em jogo é necessário usar as duas mãos. E os escanteios ocorrem quando a bola sai pela linha de fundo do campo, tendo sido tocada por último por um jogador do time que está na defesa. O escanteio é cobrado sempre pelo time atacante. E neste caso deve ser recolocada em jogo com os pés. Quando a bola sai pela linha de fundo tendo sido tocada por último por um jogador do time atacante, deve ser cobrado o tiro de meta, que é executado pelo time da defesa. O tiro de meta é na maioria das vezes cobrado pelo goleiro, mas pode ser cobrado por qualquer jogador do time.

Num nível profissional poucos gols são marcados por partidas. Na temporada 2004-2005 da Premier League (Liga de Futebol inglesa) uma média de 2,57 gols por jogo foram marcados, e 88% terminaram com não mais que quatro gols. Porém, só 8% terminaram sem gols.

As regras do futebol não determinam especificamente outras posições além do goleiro. Porém, com o desenvolvimento do jogo, um certo número de posições especializadas foi criada. As posições principais no futebol são:

O goleiro ou guarda-redes é quem protege a baliza. É o único jogador que pode usar as mãos, e mesmo assim só pode usá-las dentro da área. Sua função é impedir que a bola passe pelas traves.
Os zagueiros ou centrais tem a função de ajudar o goleiro a proteger o gol, tentando desarmar os atacantes adversários.

Os laterais ocupam as laterais do campo. Também ajudam o goleiro a proteger o golo e normalmente são os responsáveis de repor a bola em jogo quando esta sai pelas linhas laterais do campo.

Os meias, médios, meio campista têm basicamente a função de fazer a conexão entre a defesa e o ataque do time, atuando tanto na marcação como nas jogadas ofensivas.

O atacante ou avançado tem a função fundamental de fazer o gol.

As posições definem a área do campo de atuação de um jogador, mas não o prendem a ela. Jogadores podem trocar de posições, sendo isso bem frequente. Os goleiros têm uma mobilidade menos versátil por sua função, mas também podem participar de cobranças de faltas e escanteios.

O número de jogadores em cada posição define o esquema tático do time, sendo os mais comuns na atualidade o 4-4-2, o 3-5-2 e o 4-5-1. A seleção italiana, no entanto, foi campeã da Copa do Mundo Fifa 2006 utilizando o esquema tático 4-4-1-1. Os números indicam a ordem sequencial de jogadores nas posições: o 4-4-1-1, por exemplo, significa que a Itália jogava com 4 jogadores mais defensivos( incluindo zagueiros e laterais, que podem ser mais ofensivos, sendo aí chamados no Brasil de alas), 4 meias , 1 meia mais avançado e 1 atacante.

Cada equipe é composta de 11 jogadores (excluindo os reservas que são 12), no qual um deve ser o goleiro. O mínimo de jogadores permitido numa partida em andamento é de sete jogadores. Se uma equipe ultrapassar esse número (por expulsão ou impossibilidade de troca) o jogo é terminado com o placar com que foi finalizado.

O equipamento básico necessário são calções, uma camisa, meias, um calçado (chuteira) e uma caneleira. Os jogadores são proibidos de usarem qualquer objeto que possa machucar outros jogadores, como jóias e relógios.

Um certo número de substituições pode ser feita durante o jogo. Em competições oficiais são permitidas no máximo três substituições. O número, entretanto, pode variar, sendo isso normalmente em amistosos. O jogador substituido pode voltar a campo, dentro do limite de substituição.

Árbitro
A partida é controlada por um árbitro, que terá "autoridade total para fazer cumprir as regras de jogo", sendo que "suas decisões sobre os fatos do jogo são definitivas".

O árbitro é auxiliado por dois assistentes (os bandeirinhas), que ficam nas linhas laterais do campo ajudando na marcação de faltas e impedimentos. Na maioria dos jogos oficiais há também um quarto árbitro, no caso de precisar substituir o árbitro que controla a partida.

O comprimento do campo de jogo numa partida oficial deve ser de 90-120 metros e a largura de 45-90 metros.

As duas linhas de marcação denominam-se linhas laterais. As duas mais curtas são as linhas de meta. A bola ao sair das linhas laterais deve ser recolocada em jogo pelas mãos. Já nas linhas de metas há duas possibilidades: se o último toque da bola antes de sair foi feito pelo time defensor, será dado o escanteio (que é batido com os pés) para o time atacante. Do contrário a bola é do goleiro do time defensor.

O gol deve ter um comprimento de 7,32m, e a distânia do travessão (a trave superior) ao chão deve ser de 2,44m. As redes não são obrigatórias (apesar serem fixadas em qualquer torneio); elas só podem ser colocadas se estiverem presas de forma que não atrapalhe o goleiro.

Na frente de cada gol há a área penal (chamada coloquialmente de grande área). Essa área consiste de duas linhas perpendiculares à linha de meta, a 16,5m de cada poste. Essas linhas se unem com uma linha de 40,3m paralela à linha de meta. Toda essa área delimitada é a área penal.

Em cada área penal a 11m do ponto médio entre as traves há o ponto penal, onde a bola é colocada no caso de um pênalti.

O campo tem outras medidas além das descritas;

Duração da partida
90 minutos

Padrão
As partidas oficiais são compostas de dois tempos iguais de 45 (quarenta e cinco) minutos cada um. Entre esses tempos há um intervalo, que não poderá exceder 15 (quinze) minutos.

Acréscimos
Como o tempo de jogo é contínuo, ou seja, não para devido a saída da bola, gols ou faltas e outros acontecimentos que possam parar o mesmo, o juiz pode acrescentar alguns minutos a mais a cada final de um tempo. Este acréscimo serve para compensar situações específicas. É definido pelo árbitro, e dificilmente ultrapassa três minutos.

Tempo extra
Em algumas competições, se a partida terminar empatada, é concedido dois tempos extras de 15 minutos cada um. Se o jogo continuar empatado, mesmo após o tempo extra, é levada para uma decisão de pênaltis.

Uma falta se dá quando um jogador comete uma das ações listadas na Regra 12, entre as quais incluem pontapés sobre o adversário, rasteiras, puxões, empurrões etc., podendo ser direta ou indireta. Quando direta, o jogador a cobrá-la pode a fazer com só um toque. Já na indireta é preciso de dois toques, ou seja, um jogador precisa tocar a bola para seu companheiro.

Ainda há uma falta especial, o pênalti (penalidade máxima). Ele ocorre quando uma falta é cometida dentro da área penal. Nesse caso a bola é colocada no ponto penal, e os dois times (com exceção do cobrador e do goleiro que irá defender a cobrança) devem ficar fora da linha área penal, só podendo entrar nela quando a cobrança for feita. O goleiro deverá ficar na sua linha de meta, só podendo se deslocar para os lados, nunca para a frente. Qualquer contravenção a essas regras será punida com a repetição da cobrança.

Faltas mais violentas, que de acordo com a regra sejam típicas de uma conduta anti-desportiva, são punidas com um cartão amarelo. Se o jogador receber dois do mesmo numa única partida é expulso dela, sendo-lhe apresentado o cartão vermelho após o segundo amarelo. O cartão vermelho é também usado em casos de faltas extremas, quando expulsa automaticamente o jogador do jogo.

Vantagem
No caso de uma falta ter sido cometida mas na continuação da jogada a bola continuar com a posse do time que sofreu a falta o árbitro pode dar vantagem, ou seja, não parar o jogo para marcar a falta.

Impedimentos
O impedimento é uma regra para impedir a chamada banheira (gíria do futebol para os jogadores que ficam só dentro da área penal adversária esperando pela bola). Ela caracteriza-se quando um jogador que poderia receber um passe, no momento em que este é executado, não tem entre si e a linha de fundo adversária pelo menos dois jogadores do outro time. Quando um jogador não está em posição de impedimento, diz-se que há jogadores adversários "dando condições a ele". Os jogadores a "dar condoções" ao atacante podem ser um goleiro e um jogador de linha ou dois jogadores de linha. As exceções a regra do impedimento são unicamente os casos de lançamentos diretos de tiros de meta, arremessos laterais, escanteio; e situações específicas: quando o jogador a receber o passe encontra-se no campo de defesa ou quando está atrás da linha da bola.

Etimologia
Diz-se que o futebol traz para o mundo moderno as rudes competições dos cavaleiros medievais. Este esporte, nascido na Inglaterra do século XIX e rapidamente difundido em todo o mundo, tomou seu nome das palavras "foot"(pé) e "ball" (bola), dois vocábulos cujas origens podem ser rastreadas muito longe.

"Foot" provém das raízes ´pod-´ e ´ped-´ das línguas pré-históricas indo-européias, que também deram lugar ao vocábulo grego ´pous´ (pé), do qual se derivaram palavras como trípode, pódio e antípoda. Do ponto de vista da língua portuguesa, sua derivação mais importante resultou no latim ´pedes´ (pé), que deu lugar a incontáveis palavras, tais como pedicuro, peão, pedal, velocípede.

No início do século XX foi cunhado um neologismo, a palavra ludopédio, com o objetivo de substituir football - palavra da língua inglesa - como a denominação do desporto. Todavia, a palavra nem remotamente conseguiu firmar-se como uma alternativa.

O futuro do futebol
O futebol tem cada vez mais se tornado um esporte popular em vários países sem muita tradição neste jogo. Esta é uma tendência mundial. Especialmente porque para se jogar futebol precisa-se de poucos recursos e equipamentos, uma bola e uma área plana. Países pobres assim como países mais desenvolvidos, como Estados Unidos, Japão e Coréia do Sul, vem descobrindo esta modalidade.

Tecnologia
As inovações tecnológicas vem cada vez mais interferindo nas partidas. Muitas vezes, é possivel perceber imprecisões nas decisões do árbitro. A televisão, e os recursos de alta resolução de vídeo demostram para o telespectador todas as nuances de uma partida em tempo real. Assim é possível visualizar diversos ângulos de uma jogada, que muitas vezes a equipe de arbitragem, os jogadores, e os torcedores em campo não poderiam ver.

Recentemente na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha foram dispostos telões de grandes dimensões nos estádios. As imagens televisivas permitem à torcida rever detalhes ampliados das jogadas. Porém, os lances polêmicos não são mostrados em replays nos telões dos estádios. Também, os árbitros estão usando um discreto sistema rádio-comunicador durante a jogo que permite a troca de informações entre a equipe de arbitragem.

Outras Variedades do Futebol
O futebol possui diversos esportes derivados de suas regras, em sua maioria versões modificadas das regras para determinado piso (areia, quadra) ou ao tamanho ou característica destas (paredes ao invés de laterais, campos gramados menores).

Variações FIFA

Futsal: Jogado em Quadras similares a de Basquete e Handebol, com 5 jogadores de cada lado.
Futebol de Areia: Também conhecido pelo seu nome em inglês, Beach Soccer, é jogado em Campos de areia fofa e também é praticado com 5 jogadores de cada lado.

Futebol Paraolímpico
Futebol-de-Sete: Projetado para atletas que sofram de Paralisia Cerebral.
Futebol-de-Cinco: Projetado para desportistas com Deficiência Visual (total ou parcial). Para igualar o grau de deficiência são usadas vendas nos olhos.

Variações Independentes
Futebol Society: Variação jogada em campos gramados (ou artificiais) menores, com pelo menos sete metros de cada lado. Já existem campeonatos amadores na América do Sul.

Indoor Soccer: Popular nos Estados Unidos e Ganhando Atenção na América do Sul (Onde é conhecido como Showbol) é parecido com o Futsal, mas nas laterais e linhas de fundo se tem paredes como no Hóquei no Gelo.

Futebol de Salão: Muitíssimo parecido com o Futsal, é decorrente de uma rixa entre a FIFA e a FIFUSA que era a única federação internacional de futebol de salão, As regras são consideradas mais clássicas, tendo a bola um pouco menor e mais pesada, entre outras diferenças.

Rush goalie: Praticado na Europa, Basicamente é um futebol Society onde a posição de Goleiro não é definida podendo ser desempenhada por qualquer um dos jogadores mas não ao mesmo tempo. Em algumas variedades o Goleiro temporário tem de avisar com um grito que está assumindo a posição.

Órgãos
O orgão que cuida do futebol no mundo (assim como o futsal e o futebol de areia) é a Fedération Internationale de Football Association (FIFA), cuja sede está localizada em Zurique, Suíça.

Há seis confederações regionais associadas a FIFA, sendo elas:

Ásia: Confederação Asiática de Futebol (AFC)
África: Confederação Africana de Futebol (CAF)
América Central/América do Norte & Caribe: Confederation of North, Central American and Caribbean Association Football (CONCACAF)
Europa: Union of European Football Associations (UEFA)
Oceania: Confederação de Futebol da Oceania (OFC)
América do Sul: Confederación Sudamericana de Fútbol (CONMEBOL)

Principais competições internacionais
Mundo (FIFA): Copa do Mundo (seleções) e Mundial de Clubes (clubes)
Europa (UEFA): Eurocopa (seleções) e Liga dos Campeões da UEFA (clubes)
América do Sul (CONMEBOL): Copa América (seleções) e Copa Libertadores da América (clubes)
América do Norte e Central (CONCACAF): Copa Ouro (seleções) e Copa dos Campeões da CONCACAF (clubes)
Ásia (AFC): Copa da Ásia (seleções) e Liga dos Campeões da AFC (clubes) África (CAF): Copa das Nações Africanas (seleções) e Liga dos Campeões da CAF (clubes)
Oceania (OFC): Copa da Oceania (seleções) e Campeonato de Clubes da OFC (clubes)

Gostou? Compartilhe:

0 comentários:

CityGlobe